Seu Fernando

Nascido em 18 de novembro de 1956, Luiz Fernando de Oliveira Lima, mais conhecido como Fernando ou gaúcho, é natural de Rio Grande e começou a trabalhar desde cedo, aos 13 anos. A vontade de trabalhar e ocupar a cabeça começou a brotar desde muito novo, pois na adolescência, trabalhou como guarda de carros e alguns “bicos” que arrumava para ter alguns trocados.

Criado em família humilde, sempre teve que trabalhar muito para seu sustento. No tempo livre, gostava de ficar em casa ou fazer programas mais calmos como cinema. Gostava muito de ver filmes, ouvir músicas de sua época, tais como: Gildo de Freitas, Zé Mendes, Nelson Gonçalves e algumas do Teixeirinha.

Nos anos 70, foi morar em Piratuba- SC, para tentar arranjar um emprego. Foi carpinteiro, pedreiro e por fim, motorista, que era a profissão que melhor o remunerava. Depois de um tempo, mudou-se para Santa Maria, onde se casou com sua esposa, e permaneceram juntos 24 anos.

A religião espírita sempre esteve presente ao decorrer de sua vida. Sempre que algo não ia muito bem, tinha fé em Deus e acreditava que tudo daria certo. Após a morte de sua esposa, foi morar com a família dela, que o acolheu.

Em 2000 aposentou-se, mas nessa época estava passando por problemas de alcoolismo. Foi então que resolveu se instalar no abrigo, e descobriu uma paixão enorme: a tecnologia dos computadores. Começou a mexer em computadores em 2011, por conta própria e, mais adiante, uma das ajudantes do abrigo o auxiliava em gravação de músicas, e mais tarde nas redes sociais. Hoje ele mexe em tudo com uma facilidade enorme, monta e desmonta notebooks para testar sua percepção e melhorar a memória.

 

Texto: Ana Flávia de Cezaro, acadêmica de Relações Públicas